Paraduça, Vale de Cambra promove 11º Mostra da Broa de Milho

A aldeia de Paraduça, em Vale de Cambra, vai promover, no dia 8 abril, a 11ª Mostra da Broa de Milho. A iniciativa integra as comemorações do Dia Nacional dos Moinhos e ainda a 3ª edição de Cantadas e Cantarolas.  

A 11ª Mostra da Broa de Milho de Paraduça, à semelhança dos anos anteriores, pretende dar a conhecer a já tradicional broa de milho, vender os produtos da terra, com vinhos e petiscos e muita animação.

A iniciativa integra as comemorações do Dia Nacional dos Moinhos – Moinhos Abertos de Portugal, que se assinala a 7 de abril, e terá abertos ao público os cinco moinhos de rodízio da aldeia de Paraduça.

O Dia Nacional dos Moinhos – Moinhos Abertos – é uma iniciativa organizada pela Rede Portuguesa de Moinhos, com o apoio da TIMS, Sociedade Internacional de Molinologia e pretende chamar a atenção para o valor patrimonial dos moinhos tradicionais, de forma a motivar e coordenar vontades de proprietários, moleiros, organizações associativas, autarquias locais, museus, investigadores, molinólogos, entusiastas, amigos dos moinhos e população em geral.

Nos dias 7 e 8 de abril, será possível fazer visitas guiadas e assistir a demonstrações de funcionamento dos moinhos e da broa.

Pela manhã, o cereal é levado aos moinhos para ali ser moído e inicia-se a fazedura da broa, trabalho levado a cabo pelas mãos das mulheres da aldeia. Durante a tarde continuarão a sair as fornadas de broas, com o acompanhamento de petiscos tradicionais (rojões, papas de carolo) regados pelo vinho verde local.

Recorde-se que a Broa de Milho de Paraduça é feita com farinha dos moinhos de Paraduça, diretamente das mós, sem qualquer tipo de tratamento, conservando assim todas as suas vitaminas naturais. Desta forma, não há separação do farelo, que é composto pelas cascas dos cereais que são as partes mais ricas em vitaminas dos grãos do milho e centeio.

Integrado neste evento, está também o 3º Encontro de Cantadas e Cantarolas, com a presença do Grupo de folclore “Terras de Arões”; Rancho Folclórico de Pindelo dos Milagres; Grupo de Danças e Cantares Regionais da Feira e Grupo Etnográfico de Danças e Cantares de Fermêdo e Mato.

A iniciativa será levada a cabo num local típico da aldeia de Paraduça, a “Eira da Cavadinha”, junto ao forno comunitário, local que outrora era utilizado para a realização das festividades da localidade.

A Associação de Desenvolvimento Turístico e Cultural de Paraduça pretende dinamizar, cada vez mais, o evento, com o objetivo de dar a conhecer a região e desenvolver económica e socialmente a aldeia, utilizando um produto regional presente na mesa de todos os agricultores desta região, da freguesia de Arões.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!