Vale de Cambra/Mondorf: Geminação entre cidades baseada na cultura, desporto, turismo, educação, indústria e comércio

A cooperação nas áreas da cultura, desporto, turismo, educação, indústria e comércio entre as cidades de Vale de Cambra e Mondorf, Luxemburgo é a base do protocolo de geminação assinado, este sábado, no município valecambrense.

Os presidentes das Câmaras de Vale de Cambra e da Cidade de Mondorf (Luxemburgo) assinaram, este sábado, dia 28 de julho, um acordo de geminação entre os dois municípios, que abrange várias áreas de cooperação.

O protocolo prevê que os dois municípios avancem com projetos de cooperação bilateral nas áreas culturais, desportivas, turísticas, educativas, industriais e comerciais e de cooperação com os muitos portugueses que se encontram radicados em Mondorf-Les-Bain.

Um município onde já existe “uma forte ligação”, propiciada pela comunidade de valecambrenses que aí reside (550 com raízes diretas e indiretas a Vale de Cambra).

Mondorf-les-Bains pertence ao distrito de Grevenmacher, no cantão de Remich e tem uma população de cerca de cinco mil habitantes, num território de montanha, entre a natureza, povoado de verde e azul. Esta cidade auto intitula-se como  um destino especial que combina saúde e lazer, já que oferece condições aos seus visitantes e residentes para relaxar e esquecer o stress da vida quotidiana, através das suas reconhecidas termas, do SPA, de hotéis, do seu casino e de uma oferta variada de desportos de montanha.

A aproximação entre os dois Municípios surgiu também do desejo destes emigrantes em aproximarem a sua terra natal e a de acolhimento para a promoção, desenvolvimento, consolidação e cooperação a diversos níveis.

Com a geminação entre a Vale de Cambra e Mondorf-les-Bains, as duas autarquias comprometem-se a “contribuir para fomentar a confiança mútua, a amizade e compreensão, reforçando laços históricos e culturais, assim como reconhecer um interesse mútuo em áreas como a cultura, desporto, juventude, turismo e educação, comércio, indústria – o que se considera ser de muito interesse para o Município de Vale de Cambra”, explica o protocolo.

Para a Câmara Municipal de Vale de Cambra,  esta geminação representa em si “um instrumento privilegiado para a cooperação e o conhecimento mais aprofundado entre os povos, fortalecendo os laços de amizade e o sentimento de fraternidade, partilha, troca de experiências e valores”.

“Desde o primeiro encontro que decorreu em Mondorf, que ficámos com vontade de geminar as duas cidades. Somos agora cidades irmãs. Vamos mobilizar as nossas comunidades e trocar experiências, costumes, tradições”, frisou José Pinheiro.

A assinatura do documento que vai passar a unir as duas autarquias foi o principal ponto da agenda da visita do presidente de Mondorf, Lex Delles, a Vale de Cambra, no último fim de semana.

“A nossa amizade foi decidida pelas nossas populações. Esta união é ainda mais importante para os jovens que assim se aproximam dos dois municípios”, disse o presidente luxemburguês.

Após a cerimónia de geminação, que teve lugar este sábado, nos Paços do Concelho de Vale de Cambra, o autarca da cidade de Mondorf – acompanhado com a sua comitiva e dezenas de emigrantes valecambrenses, onde se destacou Carlos Soares, autor da ideia desta união – visitaram ainda alguns locais do concelho, e contactaram com a população.

……………………………………………………

Geminação é um programa internacional, criado depois da 2.ª Guerra Mundial, que pretende fomentar a cooperação cultural e económica entre regiões distantes geograficamente, e que Vale de Cambra está a usar pela primeira vez para fortalecer os laços com as comunidades onde residem os seus emigrantes.

O Município de Vale de Cambra era um dos poucos municípios do país que não se encontrava geminado com qualquer cidade ou município apesar de anteriormente ter havido contactos para o efeito com Teresópolis (Brasil) e Luanda (Angola), sem que tenha havido, contudo, qualquer desfecho formal.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!