Centro de Educação Ambiental de Vale de Cambra – Desde 2015 a educar para o ambiente

Entre janeiro e agosto deste ano, 1500 pessoas visitaram o Centro de Educação Ambiental de Vale de Cambra, que comemora, este ano, três anos de existência.

Cristina Maria Santos

O Centro de Educação Ambiental (CEA) de Vale de Cambra faz um balanço positivo dos três anos de existência de um espaço com potencialidades pedagógicas e de lazer que proporciona aos visitantes, jardins temáticos, hortas biológicas e várias atividades ambientais.

O Centro de Educação Ambiental de Vale de Cambra nasceu com o objetivo de ser uma infraestrutura de excelência para a prática da Educação Ambiental no concelho de Vale de Cambra.

Desde 2015, a infraestrutura recebeu perto de 4000 visitantes e desenvolveu mais de 100 atividades, entre as quais: ações de sensibilização para público escolar; programas de ocupação de tempos livres em período de férias; para Instituições de Solidariedade Social (IPSS’s) do concelho de Vale de Cambra e de outros concelhos; cursos/ workshops para público em geral; dias comemorativos/dias abertos e visitas livres.

“Tem havido um aumento significativo de número de atividades desenvolvidas e temos tido um aumento do número de visitantes, de 540 em 2016, para 1330 até agosto de 2018”, registou Helena Bastos, técnica superior de Ambiente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, ao jornal Voz de Cambra.

Localizado na zona nascente no Parque da Cidade de Vale de Cambra, este espaço tem um carácter demonstrativo e pretende promover o contacto dos diferentes públicos alvo com a natureza, desenvolvendo nestes uma maior sensibilidade para a necessidade da sua proteção.

“O CEA de Vale de Cambra tornou-se uma âncora no que diz respeito à sensibilização ambiental e ao alerta que faz à população do concelho para determinadas problemáticas ambientais e deste modo está a ajudar na mudança de atitudes face à utilização dos recursos ambientais”, referiu o vereador da autarquia com pelouro do ambiente, José Alexandre Pinho.

As principais atividades centram-se na promoção da agricultura biológica e compostagem, no entanto abrangem uma grande diversidade de temas que vão desde a proteção e promoção da biodiversidade, redução de resíduos, qualidade de água, alimentação saudável, entre outros temas relacionados com a sustentabilidade ambiental.

O público-alvo é diversificado e, com ele, têm sido desenvolvidas ações com crianças, adultos e idosos e aqui são promovidas atividades que juntam as diferentes gerações, reforçou a técnica.

Esta infraestrutura começa também a ser procurada por pessoas vindas de concelhos limítrofes, sendo este CEA o único do género, na região.

“Com estas características educativas e ambientais, seremos o único na região e temos vindo a receber, cada vez mais, a visita de pessoas de outros concelhos”, referiu Helena Bastos.

Abrir este espaço ao exterior é também uma pretensão da Câmara Municipal de Vale de Cambra, que faz a gestão do espaço.

“Pretendemos que este Centro seja cada vez mais uma referência na Educação para a Sustentabilidade na região”, explicou José Alexandre.

…………………

CEA desloca-se às freguesias

O futuro passa também por descentralizar estas atividades e levá-las a cada freguesia, para sensibilizar toda a população para necessidade de comportamentos mais sustentáveis.

“Já temos desenvolvido atividades fora deste espaço, uma vez que há pessoas que não podem deslocar-se a esta infraestrutura e temos sido muito bem recebidos”, reforçou José Alexandre Pinho.

O vereador do ambiente também se congratula com a evolução deste espaço e diz que aposta tem passado também por levar o Centro de Educação Ambiental às escolas do concelho e à população em geral, contando com a colaboração das associações locais.

Leia a notícia completa na edição em papel.

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!