Centro de Saúde de Vale de Cambra abre consultório com dentista na próxima semana

Cidadãos de Vale de Cambra vão ter acesso a consultas com médico dentista no Centro de Saúde de Vale de Cambra, já a partir da próxima semana.

Cristina Maria Santos

Vale de Cambra é o primeiro Município do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Aveiro Norte, a implementar um gabinete com médico dentista, que começa a funcionar no centro de saúde local, já na próxima semana.

Os Cidadãos de Vale de Cambra vão ter acesso a consultas com médico dentista num gabinete que já se encontra instalado no centro de saúde local.

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARSN) fez as obras, contratou uma médica dentista e assistente dentária, forneceu os sistemas de informação e os consumíveis e à autarquia de Vale de Cambra coube a compra e instalação da cadeira especializada e os instrumentos clínicos complementares no valor de 50 mil euros.

“Um investimento que vale bem a pena, pois a nossa autarquia não pensou duas vezes em manifestar interesse e disponibilidade em integrar este projeto, dando mais um passo na melhoria da qualidade de vida e na saúde pública da nossa comunidade”, disse o presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, José Pinheiro.

No dia 18 de setembro foi dado o primeiro passo para a concretização do projeto designado “Saúde Oral para Todos”, que passou pela assinatura de protocolos de colaboração com 65 autarquias, numa cerimónia no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, na qual estiveram presentes o presidente da Câmara e vereadora Catarina Paiva.

Para saberem se têm ou não acesso a médico dentista no centro de saúde, os valecambrenses podem agora ligar para a linha SNS 24 ou consultar o Portal do SNS na página da Saúde Oral.

Os utentes não podem dirigir-se diretamente a este consultório, uma vez que cabe aos médicos de família orientar os que necessitem de tratamentos para o médico dentista.

“É o médico de família que faz o primeiro acompanhamento e a orientação para o médico dentista”, explicou o diretor executivo do ACES Aveiro Norte, Miguel Portela, em declarações ao jornal Voz de Cambra.

Os cidadãos valecambrenses vão ter acesso a tratamentos, como extrações, obturações e desvitalizações de dentes, além do diagnóstico de doenças.

Este modelo avançou em 2016 com as primeiras experiências de Lisboa e Vale do Tejo e do Alentejo e mais tarde foi alargado a todas as regiões de saúde. Atualmente, 53 municípios já têm um consultório de saúde oral, num total de 63 gabinetes instalados em centros de saúde de todo o país.

A médica dentista, que já se encontra no Centro de Saúde de Vale de Cambra, integrou a equipa da primeira experiência-piloto no país e garantiu que os resultados são “muito positivos”.

“Esta é uma mais valia para a população, não só porque se trata de uma especialidade médica à qual não tinham acesso no serviço público, mas sobretudo porque agora poderão tratar de problemas de saúde oral que, atualmente, é um problema de saúde pública”, referiu Diana Areais.

A médica dentista lembrou que, uma boa saúde oral está associada ao bem-estar geral e que a higiene oral pode estar associada também a outros problemas de saúde, como ataques cardíacos, AVC, entre outros.

O arranque deste serviço no Centro de Saúde de Vale de Cambra é bem visto pela população que o considera uma “mais valia”, por ser público e de fácil acesso.

“Tenho aqui uns dentes que me andam a incomodar, com dores, e agora com este serviço aqui, tenho maior facilidade de os vir a tratar, declarou Fernando Oliveira, de 67 anos, quando participava numa sessão do programa de reabilitação respiratória, na sala ao lado do gabinete dentista.

“Tenho gasto tanto dinheiro no dentista privado que, se puder vir a ter este serviço gratuito, será muito bom”, referiu Adelino Santos, de 80 anos.

Também Maria Oliveira, de 65 anos disse que iria falar com o seu médico de família para ver se podia reencaminhá-la para este serviço, que diz há muito necessitar.

O consultório de dentista está pronto a ser utilizado e a médica dentista prevê fazer as primeiras consultas já no início da próxima semana.

“Estamos prontas para receber os utentes que sejam reencaminhados pelos seus médicos de família e dar início a este serviço”, frisou Diana Areais e Renata Brandão, sua assistente neste gabinete.

Miguel Portela informou o jornal Voz de Cambra que, está prevista, para breve, a inauguração oficial deste que será um espaço “mais próximo das pessoas”.

 

Leia a notícia completa na edição em papel. 

 

Deixe uma resposta

error: Content is protected !!