Fundação Ilídio Pinho: Prémio Ciência na Escola arranca 16.ª edição com financiamento do Governo

Prémio Ciência na Escola arranca 16.ª edição com financiamento do Governo

O Prémio Ciência na Escola, organizado pela Fundação Ilídio Pinho, conta, a partir da sua 16ª edição, com o apoio do Ministério da Educação e da Economia, para cumprir o objetivo do empresário de Vale de Cambra: fazer chegar o projeto a todas as escolas do País.   

Cristina Maria Santos 

O Primeiro-ministro António Costa foi reiterar o apoio dado à Fundação Ilídio Pinho, naquela que foi a mostra nacional da 15.ª edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho “Ciência na Escola” teve lugar em Lisboa, no Pavilhão Carlos Lopes, a 12 de janeiro.

O chefe do governo visitou 100 projetos, selecionados pelo júri nacional, entre as mais de 1000 ideias que concorreram a este prémio, que tem como objetivo estimular o interesse de todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, do 1º, 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico e Secundário, na partilha do conhecimento e na cultura científica através do apoio a projetos multidisciplinares e inovadores nas áreas da ciência e da tecnologia.

António Costa explicou a importância destes prémios para o futuro do país.

“O futuro do País são estas crianças e estes jovens e o futuro do País será melhor ou pior consoante for a educação que estas crianças possam receber ao longo da sua formação”, referiu.

O Primeiro-ministro sublinhou ainda que este projeto revela um trabalho em rede.

“A flexibilização e a autonomia curricular são os projetos mais importantes para a escola do futuro. Os projetos aqui apresentados traduziram a importância de haver ligações entre escola e território ou escola e autarquia, fundamentais para se ter um País com cultura científica para fazer frente aos desafios do futuro com que nos vamos confrontar”, frisou ainda.

O presidente da Fundação Ilídio Pinho tomou a palavra nesta cerimónia para agradecer o apoio do Governo e dizer que se trata de um projeto “com interesse patriótico”.

“Foi fundamental o Ministério da Educação assumir os subsídios para que a Fundação Ilídio Pinho aumentasse o valor dos prémios”, declarou o empresário de Vale de Cambra.

Esta iniciativa, promovida pela Fundação Ilídio Pinho, contou ainda com a presença do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, do Ministro-adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, do secretário de estado da Educação, João Costa, e da secretária de estado adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, do vereador da Educação da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Grilo. Além destas individualidades, contamos também com a presença da diretora geral e dos delegados regionais da DGESTE, vários presidentes de câmara, entre os quais, o de Vale de Cambra, José Pinheiro, reitores e vice-reitores de universidades e empresários.

……………………………………….

Os primeiros prémios da 15.ª edição foram atribuídos às escolas básicas de Gavião e da Serra da Gardunha, assim como às escolas secundárias do Fundão e de Arouca. Mas todas as escolas presentes mereceram a maior atenção e o carinho da parte dos visitantes.

A 16.ª edição deste projeto já arrancou e conta com o apoio do Ministério da Educação que se associa a este prémio, financiando os subsídios de desenvolvimento, com o objetivo de “fazer chegar a cultura científica e o empreendedorismo a todas as escolas do país”, referiu ainda a Fundação.

 

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Content is protected !!