Alunos da Escola do Búzio transportam “Histórias a Tiracolo” e ganham hábitos de leitura

Os alunos do Centro Escolar do Búzio transportam histórias, num saco a tiracolo, que registam, em forma de texto, desenho, colagem ou pintura, num passaporte mágico. O projeto, que completa agora três anos, tem promovido o gosto pela leitura nos alunos, mas também destes com a família.

Cristina Maria Santos

Três anos depois do lançamento do projeto “Histórias a Tiracolo”, o balanço não podia ser mais positivo. Esta iniciativa, que tem como objetivo promover a leitura, leva todos os dias à Biblioteca de Centro Escolar do Búzio (Bibu), dezenas de alunos para entregar e requisitar o próximo livro.

No inicio do ano, cada aluno recebe um “Passaporte Mágico”que é transportado num “Saco a Tiracolo”, pintado à mão pela própria criança, juntamente com um livro de empréstimo domiciliário. Este documento pessoal serve para registar as impressões de cada criança sobre o livro, que podem ser em forma de texto, desenho, colagem, pintura, entre outras formas, de acordo com a imaginação de cada um.

“O aluno pode descrever aqui os seus sentimentos, emoções, opiniões, desencadeadas pela leitura do livro”, explicou Isabel Rêgo, responsável pela Biblioteca do Centro Escolar do Búzio à reportagem do jornal Voz de Cambra.

Substituído regularmente ou semanalmente por outro livro à sua escolha, o aluno recebe um carimbo no seu “Passaporte Mágico”. No final do ano, os alunos do 4º ano são premiados com uma noite mágica na “Bibu”.

“O objetivo desta iniciativa passa por fazer leitores, capazes de compreender o que lêem, de interagirem e de terem uma posição crítica perante a leitura de um livro”, referiu ainda.

“Histórias a Tiracolo” é um projeto que tem como propósito a promoção da leitura na escola, mas também com a família.

“Sabemos que é tarefa da escola ensinar a ler, mas está provado que, quando a família colabora e lê com as crianças, os benefícios são muito maiores”, frisou a professora bibliotecária.

Esta atividade promove ainda o trabalho colaborativo entre a biblioteca e os professores.

“Esta é uma forma de, juntos, podermos desenvolver nas crianças, o gosto e as competências de leitura, escrita e comunicação”, declarou ainda.

Isabel Rêgo não está só nesta missão. Com ela estão: Idalina Gomes (assistente operacional da biblioteca), a educadora Manuela Maia e a maior parte dos professores titulares da escola tem uma hora semanal de apoio à biblioteca que, todos os dias, se empenham em desenvolver estratégias de motivação para a leitura e para a formação destes pequenos leitores.

“Têm passado por esta Biblioteca, muitas crianças que chegam aqui com um brilho nos olhos para poder mostrar as suas criações. Ao longo de um período a biblioteca empresta centenas e centenas de livros”, referiram as profissionais que, todos os dias, recebem estas crianças na biblioteca da Escola.

Este projeto é acarinhado pela direção e Agrupamento de Escolas do Búzio que vê a competência leitora dos seus alunos, uma condição essencial para o sucesso educativo deste Centro Escolar.

 

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

error: Content is protected !!