JORNAL VOZ DE CAMBRA

Ficha técnica

Edição:
Qwôt – Comunicação e Design, Lda — NPC: 515804142 
— detentor de mais de 10% do Capital Social

Diretores Executivos:
Cristina Maria Santos
Ricardo Bastos 

Redação e Administração: 
Av. Camilo Tavares de Matos, n. 28 – Loja U
3730 – 240 S. Pedro de Castelões
Vale de Cambra

Telefone: 256 186 902 
E-mail: geral@avozdecambra.pt  
Site: www.avozdecambra.pt

Depósito Legal Nº 29504/89 
Título com o Registo Nº 100.039 

Assinaturas
Nacional: 22.00€ —  Internacional: 40.00€
Preço avulso: 1,90€ — Inclui IVA à taxa de 6%

Diretor informação: Cristina Maria Santos (CP 6765)
Chefe de redação: Cristina Maria Santos (CP 6765)
Jornalista: Cristina Maria Santos (CP 6765)
Jornalista: Cristina Maria Santos (CP 6765)
— cristina@avozdecambra.pt

Diretor de arte: Ricardo Bastos
Grafismo e produção: Ricardo Bastos
Dep. Comercial: Ricardo Bastos
— rbastos@avozdecambra.pt

Colaboradores: 
Adão Cruz; Adolfo Coutinho; André Machado; António Correia de Pinho; Arlindo Gomes; Carlos Rodrigues; Carlos Torres; Cassilda Tavares; Delfim Almeida; Helena Barbosa; João Almeida; João Carvalho Silva Joel Santos; José Peres; Luís Almeida; M. J. T. Junqueira; Manuel de Almeida; Maria Clara Vide; Maria da Graça Pinho da Cruz; Maria Eduarda Couto; Nélson Martins; Paulo Franzini; Pedro Almeida; Pedro Barreira; Pedro Suárez; Sandra Luísa; Sérgio Balanyuk; Tiago Fernandes.


Estatuto editorial

“Voz de Cambra” assume-se como publicação periódica regional, consagrada à defesa e promoção dos valores culturais e dos legítimos interesses do concelho e da região onde está implantada.

“Voz de Cambra” é independente do poder político, de grupos económicos, sociais e religiosos, e rege-se de pluralismo, isenção e apartidarismo, tendo como objectivo uma informação rigorosa no tratamento dos problemas que afectam e interessam à região e à população, nomeadamente às suas associações e coletividades.

“Voz de Cambra” compromete-se a respeitar a legislação aplicável à atividade jornalística, à Lei de Imprensa e assume o compromisso de respeitar os princípios deontológicos da im- prensa e da ética profissional, de modo a não poder prosseguir apenas fins comerciais, nem abusar da boa fé dos leitores, encobrindo ou deturpando a informação.