Nova geração traz novo conceito ao Britannia Restaurante

Há uma nova geração que vai trazer ao restaurante Britannia um novo conceito. Prestes a comemorar o seu 30.º aniversário, 2021 prevê que seja um ano em que o negócio familiar continuará a ser reduto da cultura gastronómica de Vale de Cambra, mas com um rejuvenescimento do espaço, onde o produto e a qualidade importam mais do que nunca. 

O conceito passa por manter a qualidade Britannia reconhecida pelos clientes e elevar a oferta gastronómica existente, passando pela reinterpretação dos pratos já existentes pelo novo chef Bruno Sousa e a introdução de novos pratos no menu. Os clientes podem esperar pratos regionais, como é o caso da “Posta Arouquesa”, mas com o toque de Bruno Sousa, numa versão mais requintada e aprimorada, tanto em sabor como de empratamento. A oferta vai alargar-se, incluindo novos pratos, com carne de caça, mais diversidade de pratos de peixe e, ainda, menus vegetarianos.

O bar também sofrerá algumas mudanças, servindo agora essencialmente como espaço lounge. Um local relaxado onde os clientes podem descontrair antes da refeição com um aperitivo e, posteriormente, no final com um digestivo. Os clientes serão recebidos por Tatiana Messias, que os encaminha nesta experiência Britannia. A jovem, natural de São Paulo, que fazia consultoria para restaurantes de renome, ocupa agora o lugar de chefe de sala.

“Trata-se de uma experiência completa e não apenas uma refeição”, frisa o  chef Bruno Sousa. 

Bruno Sousa é formado em cozinha e pastelaria e trabalhou durante nove anos no Grupo Cafeína no Porto, tendo sido, nos últimos cinco, sub chef do Restaurante Cafeína, onde aperfeiçoou os seus conhecimentos. Depois de uma experiência no Algarve, o jovem decidiu voltar para a sua terra natal para integrar este projeto, que diz ser um passo importante para a cidade, lembrando que ofertas semelhantes se concentram apenas em grandes centros como Porto. 

“Vale de Cambra é uma cidade em constante evolução e alguém tem que marcar a diferença. Queremos elevar a oferta para as pessoas de cá”, declara.

Milton Gonçalves, impulsionador desta nova geração Britannia e filho do fundador, Américo Gonçalves, considera que este projeto é importante para Vale de Cambra. 

“Este é um novo espaço e uma nova oferta para aqueles que gostam de apreciar um bom prato, para jovens que procurem uma maior oferta e está também direcionado ao publico da industria de Vale de Cambra que, muitas vezes, tem necessidade de sair da região para encontrar um restaurante desta natureza”, lembra.  
“Um bom negócio faz-se sempre numa boa refeição”, reforça.  

Milton Gonçalves adianta que a Picanha, como prato tradicional do restaurante, vai continuar a fazer parte do menu. O novo conceito já se encontra disponível mas, face à situação actual que se vive da pandemia covid-19, o Britania dispõe de menus preparados especialmente para takeway, sendo diferentes dos menus que incorporam este projeto.

Deixe uma resposta