Escola de Dairas de Vale de Cambra vence 1º prémio da Eco-trilhos e dá a conhecer seis pontos da cidade

A Escola Básica 2/3 de Dairas foi distinguida com o 1º prémio ex-aequo na atividade Eco-Trilhos, com o projeto intitulado “Parte à descoberta da natureza no centro de Vale de Cambra” que dá a conhecer seis pontos da cidade para visitar. 

O Eco-Trilho premiado, juntamente com o da Escola Básica de Canelas, Vila Nova de Gaia, foi desenvolvido pelos alunos das três turmas do 9.º ano, apoiados pelos professores Escola Básica 2/3 de Dairas, do Agrupamento de Escolas do Búzio e está disponível online em: https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/eco-escolas-eco-trilho-escolabasica-dairas-74741394

Designado de Eco-Escolas_Eco-Trilho_EscolaBasica-Dairas, o trilho tem uma extensão de 5,46Km, uma duração de 69 minutos e seis paragens: Parque das Carvalhas; Piscinas Municipais; Ciclovias da Praia fluvial de Burgães e do Parque da cidade de Vale de Cambra; Parque da Cidade, Prado/Zona Ribeirinha; Centro de Educação Ambiental (CEA); e Santuário de Santo António. 

“Parte à descoberta da natureza no centro de Vale de Cambra” foi o tema escolhido pelos alunos para este trabalho que serviu para aplicar, as aprendizagens adquiridas ao longo da escolaridade básica num contexto fora da sala de aula e fora do espaço escolar, explica a memória descritiva deste projeto. 

“Os alunos do 9.º ano da escola de Dairas abraçaram o desafio Eco-Trilho como algo a não perder. Assim, incluído num contexto de Domínio de Autonomia Curricular (DAC) e com os alunos motivados desde o início da proposta, a escolha do Trilho recaiu sobre o Parque da cidade uma vez que é um ex-líbris da região, situa-se perto da escola e dispõe de um conjunto de recursos naturais e culturais facilitadores da aplicação de conhecimentos adquiridos em contexto escolar”, refere a nota.

O balanço final foi positivo referem ainda, uma vez que “os ganhos que os alunos obtiveram foram muitos e em muitas áreas incluindo a melhoria da consciência cívica, ambiental, social, cultural, como também a valorização e respeito pela natureza”. 


Deixe uma resposta