Captação de investimento e fixação de população são prioridades da candidatura apoiada pelo PS a Vale de Cambra

A atração e fixação de população, captação de novos investimentos e melhoria das condições de saúde em Vale de Cambra, são algumas das prioridades para a candidatura independente “Todos por Vale de Cambra”, apoiada pelo PS.  

O partido reúne, em quatro eixos, “que se complementam”, um plano estratégico para o concelho: educação, cultura e criatividade; ambiente, saúde, desporto e bem-estar; empreendedorismo, competitividade, inovação e turismo; e habitação, demografia, espaços públicos e infraestruturas.  

Tiago Fernandes, candidato à Câmara de Vale de Cambra, apresentou, esta terça-feira, a equipa que leva às eleições de 26 de setembro, com o mote “Todos por Vale de Cambra”. O candidato garantiu vai aproveitar os fundos comunitários e o Plano de Recuperação e Resiliência e colocar o concelho na “rota do futuro e posicioná-lo no panorama nacional”. 

Lembrado que o concelho perdeu 6,9% da população nos últimos 10 anos, a  candidatura apresentou medidas para captação e fixação de população nos próximos anos. O aumento da competitividade do mercado da habitação face aos concelhos vizinhos foi uma das apontadas.  

A captação de investimentos para Vale de Cambra foi também uma das medidas anunciadas, entre elas, criar uma estrutura de promoção de talento, de condições de produção e distribuição para produtores locais e expansão das zonas industriais a custo controlado. Criar um museu da indústria e fomentar o turismo industrial fazem parte de uma das estratégias para o turismo. 

A educação e a cultura estão em destaque no programa eleitoral da candidatura. Quanto à educação, a ideia passa por combater o abandono escolar e a violência e descriminação, mas também promover a diversificação pedagógica. No que diz respeito à cultura, o plano é elaborar uma política cultural municipal que também “funcionará como fator de atração turística. 

A elaboração de uma estratégia municipal de saúde faz também parte desta candidatura, que, entre outras medidas, pretende implementar um Posto Avançado de Socorro para as freguesias de Arões, Junqueira e Cepelos, criar o conselho municipal de saúde e apoiar os mais desfavorecidos através de “uma intervenção ajustada à realidade de todo o território”.

Também no domínio da educação e saúde, a candidatura pretende aceitar e implementar a transferência de competências nestas áreas, referindo que esta é uma situação que “tem vindo a ser adiada desde 2019, sendo uma oportunidade que o concelho tem que aproveitar”, refere.

No ambiente, a limpeza das praias fluviais, a qualidade da água e a preservação da floresta estão entre as prioridades da candidatura. E, no desporto, o partido quer implementar uma incubadora de iniciativas desportivas, como iiD e ainda criar um complexo desportivo da raquete. 

Estas e outras medidas foram apresentadas pelos candidatos à Câmara de Vale de Cambra, Tiago Fernandes, Rita Leite, João Marques, Ana Isabel Vilar, João Tavares, Paulo Vide Barbosa e Gabriela Pinho. 

Constança Bento, mandatária para a juventude deixou algumas ideias como: a criação de um departamento de intervenção de jovens para espaço de debate e criação de soluções para as políticas de juventude de Vale de Cambra e dinamização de atividades culturais, desportivas, ambientais e digitais abertas à comunidade.

O mandatário, Rui Leite, disse, na sua intervenção, que apoiava esta candidatura por ter “uma visão estruturada e ser a que melhor serve a nossa terra”, referiu, mas também porque considera que esta “vai inverter o êxodo de empresas que, pela impossibilidade de se expandirem em Vale de Cambra, se deslocam para os concelhos vizinhos”. 

O candidato à Assembleia Municipal, Jorge Pinho sublinhou, na sua intervenção, que queria devolver o progresso e a inovação a Vale de Cambra. 

Esta cerimónia decorreu no Centro Cultural, em Macieira de Cambra, com sala cheia e serviu ainda para apresentar os candidatos às juntas de freguesia: União de Freguesias de Vila Chã, Codal e Vila Cova de Perrinho (Ricardo Fortuna), S. Pedro de Castelões (Nuno Bastos), Macieira de Cambra (Vitor Tavares), Cepelos (Ana Maria Silva) e o apoio aos movimentos: “Unidos por Arões” e “Movimento amigos de Junqueira”. 

Deixe uma resposta