Covid-19. Bombeiros de Vale de Cambra começam hoje a ser vacinados

Operacionais dos Bombeiros Voluntários de Vale de Cambra que trabalham diretamente na “área da saúde” são os primeiros a ser esta quarta-feira vacinados. Primeira fase da vacinação vai abranger 37 bombeiros do concelho. 

11 bombeiros da corporação dos Bombeiros de Vale de Cambra estão hoje a ser vacinados no Centro se Saúde de S. João da Madeira. 

As inoculações são dadas pelos agrupamentos de centros de saúde, no caso de Vale de Cambra, pelo Agrupamento de Centros de Saúde de Entre Douro e Vouga II – Aveiro Norte, do qual este concelho faz parte, juntamente com os concelhos de Oliveira de Azeméis e São João da Madeira. 

Em declarações ao Voz de Cambra, o diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde de Entre Douro e Vouga II – Aveiro Norte, Miguel Portela informa que é no Centro de Saúde de S. João da Madeira que está a ser administrada a vacina e que, entre esta semana e a próxima, todos os bombeiros “indicados pelas corporações”, serão vacinados contra a Covid-19. 

Na primeira fase, serão 37 os operacionais que estão na linha da frente no combate à Covid-19 no concelho de Vale de Cambra, revelou hoje o comandante da corporação valecambrense ao Voz de Cambra.  

Recorde-se que os bombeiros de Vale de Cambra transportaram mais de 500 pacientes com suspeitas de covid entre março e dezembro de 2020. 

O grupo dos profissionais tem estado ao longo deste período na primeira linha da resposta à pandemia, com riscos acrescidos associados. 


Os bombeiros, militares e forças de segurança de todo o país começam a ser vacinados contra a covid-19 nesta semana. 

A falta de vacinas obriga a terminar primeira fase só em abril.

Jaime Marta Soares, presidente de Liga dos Bombeiros Portugueses, revelou que serão cerca de 14 mil os operacionais a vacinar nesta fase, que se inicia entre hoje e amanhã. O plano abarcava 15 mil, mas mais de um milhar já receberam a vacina, integrados em grupos de suplentes para sobras ou por falta de comparência de prioritários convocados.

Recorde-se que a vacinação das corporações, tem sido uma questão polémica no seio da Liga dos Bombeiros. 

Deixe uma resposta