No 27.º aniversário da Cidade autarquia apela ao consumo no comércio local para recuperar crise provocada pela pandemia

Em dia de aniversário da Cidade, o presidente da Câmara de Vale de Cambra pede a união dos munícipes no combate à crise instalada no concelho, provocada pela pandemia covid-19, através do consumo no comércio de produtos locais.  

Cristina Maria Santos 

O presidente da Câmara de Vale de Cambra disse hoje que, se as pessoas comprarem no comércio local e aos produtores e agricultores do concelho, esta é também uma forma de ajudar a cidade que hoje, dia 20 de maio, faz 27 anos.

Esta é uma das formas que José Pinheiro acredita que vai ajudar a recuperar a crise provocada pela pandemia covid-19 que afectou fortemente o concelho, tendo, até ao momento, provocado 13 óbitos e 161 casos positivos. 

Numa comunicação que fez aos valecambrenses, através de um video, publicado na rede social Facebook, na página institucional do município, o autarca lembrou ainda que pretende continuar a trabalhar para a cidade e para o concelho, no sentido de o afirmar como uma terra “próspera, dinâmica, que vale a pena visitar e descobrir”, afirmou.

O presidente da Assembleia Municipal de Vale de Cambra também fez uma comunicação aos valecambrenses, através de video e também via Facebook, onde quis transmitir uma mensagem de “confiança”. 

“É importante continuar a ter confiança e a construir um concelho onde a cidade se afirme cada vez mais e as vilas se desenvolvam e também tenham um papel determinante no futuro”, referiu.

O presidente acredita que a parte urbana complementa-se com a ruralidade também característica da cidade de Vale de Cambra e que são precisamente estas duas vertentes que têm construído um concelho “cada vez mais forte”, onde o “comércio está a crescer”, com um “movimento associativo forte”, com a contínua “pujança” a nível industrial e uma paisagem com uma “beleza inigualável”.  

Hoje, 20 de maio, não só faz 27 anos que Vale de Cambra foi elevada a Cidade, como também as freguesias de S. Pedro de Castelões e Macieira de Cambra foram elevadas a Vilas. 

Logo pela manhã, decorreu, frente os paços do concelho, o habitual hastear das bandeiras, na presença dos: presidentes de Câmara e Assembleia, José Pinheiro e Miguel Paiva, respetivamente, os vereadores do executivo Pedro Almeida e Nelson Martins, e Henrique Dias.

Deixe uma resposta