Dr. Manuel Luciano da Silva

Diáspora Cambrense

Dr. Luciano da Silva

 O Dr. Manuel Luciano da Silva nasceu em Cavião a 5 de setembro de 1926. Frequentou a Escola Primária em Cavião; Leixões e Oliveira de Azeméis. Completou o Curso Geral dos Liceus no Colégio de Oliveira de Azeméis. Em 1946 emigrou para Brooklyn juntamente com a mãe e um irmão para se juntar ao pai. Trabalhou na Westinghouse Electric International Company e depois, como amanuense, no Consulado Geral de Portugal em Nova Iorque. Em 1948 entrou na Universidade de Nova Iorque, obtendo o bacharelato em Ciências Biológicas em 1925. Nesse mesmo ano regressou a Portugal e foi admitido na Universidade de Coimbra, terminando o Curso de Medicina com distinção em 1957. Depois de exercer medicina em Portugal durante um ano, regressou aos Estados Unidos para fazer o internato no Saint Luke’s Hospital em New Bedford. Desde 1963 foi membro sócio do Centro Médico do Condado de Bristol, Rhode Island. Foi Diretor Médico da Rhode Island Veteran’s Home em Bristol, durante 12 anos e Médico-Chefe da União Portuguesa Continental, a maior organização luso-americana da Costa Leste dos U.S.A. Casou com a professora Sílvia Tavares Jorge da Silva e teve dois filhos: Manuel (nascido a 10.03.1962) com duas filhas e José (nascido a 21.06.1964) com um filho e uma filha. Além da sua enorme prática clínica, o Dr. Luciano da Silva foi um grande investigador das inscrições da Pedra de Dighton, gravadas por Miguel Corte Real em 1511, escrevendo muitos artigos em português e inglês sobre esta matéria. Escreveu também vários livros sobre História e Medicina, fez mais de 500 conferências e palestras e atuou em muitos programas de rádio e televisão, educando o grande púbico sobre a História Luso-Americana. Em 1973 foi co-fundador da “Associação dos Amigos do Museu da Pedra de Dighton”, sendo seu Presidente até à morte.  Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (em 1968) e Comendador da Ordem de Mérito (em dezembro de 2012, a título póstumo), o Dr. Manuel Luciano da Silva recebeu imensas condecorações nos Estados Unidos e em Portugal, sendo também condecorado pela Câmara Municipal de Vale de Cambra, em 08.10.1996. Em 8 de outubro de 1996, recebeu no salão nobre da Câmara Municipal de Vale de Cambra a Placa de Mérito “como emigrante exemplar que tem enaltecido o nome de Vale de Cambra no país e no mundo”. Em 18 de maio de1998, o Sr. Álvaro Pinho da Costa Leite, conjuntamente com mais 26 valecambrenses ilustres, outorgaram a Associação Dr. Manuel Luciano da Silva, responsável pelo restauro da casa onde ele nasceu, ao lado da Biblioteca-Museu com o seu nome, inaugurada em 13 de junho de 2001. O cineasta português Manoel de Oliveira realizou um filme sobre a sua vida, premiado na Bienal de Veneza em 2008. Os Estados Unidos homenagearam este notável Português com um busto em sua memória, inaugurado no dia 5 de setembro de 2014 no centro de Bristol, cidade onde residiu e onde teve morte inesperada a 21 de outubro de 2012, com 86 anos de idade.

Este foi o mais ilustre elemento da “Diáspora Cambrense” nos Estados Unidos.

Publicou várias obras, em inglês e português: 
Portuguese Pilgrims and Dighton Rock (1971);
A Electricidade do Amor (1984);
The True Antilhas, Newfoundland and Nova Scotia (1987);
Columbus was 100% Portuguese (1987),
co-autor com a sua esposa Sílvia Jorge da Silva – traduzido e publicado em Portugal com o título Cristovão Colon (Colombo) era Português (1ª edição, 2006);
The Religious and Mythological Powers in the name of Cristóvão Colon (1991);
The Pope Alexander VI and Cristofom Colon (1992);
The First Queen of Bristol, Rhode Island, was 100% Portuguese (1993);
I Made another discovery (1994);
As Misérias da Escola Náutica de Sagres.

Deixe uma resposta